Universidade do Minho    
 
  Universidade do Minho
http://www.bpb.uminho.pt
 
imprimir   fechar
 
voltar 
Recital de Violino e Piano onde serão interpretadas a “Sonata (em Sol Menor) para Violino e Piano” de Álvaro Carneiro, editada nesta mesma sessão, e a “Sonata em Lá Maior” de César Frank
Salão Medieval da Reitoria da UMinho, Largo do Paço, Braga, Entrada livre quinta-feira, 07-12-2017
    
 
Assinalando o encerramento das comemorações dos seus 175 anos, a Biblioteca Pública de Braga promove um Recital de Violino e Piano em que serão interpretadas a "Sonata em Sol Menor" do compositor bracarense Álvaro Carneiro (1909-1986), editada nesta mesma sessão, e a "Sonata em Lá Maior" de César Frank (1822-1890). Este recital estará a cargo de Miguel Simões (violino) e Sander Sittig (piano).

A Sonata de Álvaro Carneiro que vai ser interpretada, foi executada em 1.ª audição pelo violinista Carlos Fontes e o pianista Fernando Jorge Azevedo no Salão Nobre da Biblioteca Pública de Braga (designação da época que corresponde ao atual Salão Nobre da Reitoria da UMinho), em 5 de maio de 1967, iniciativa da Delegação de Braga da Pro - Arte. Foi também tocada no Departamento de Música da Universidade da Flórida (U.S.A.) pelo violinista Moses Sequerra e a pianista Madeleine Virlogeux-Henriet nas cidades italianas de Fano (Sala Morganti) e Arezzo (Salão da Biblioteca), em 23 e 24 de novembro de 1974. Pelos mesmos artistas (Moses Sequerra e Madeleine Virloguex-Henriet), foi tocada em França, no Serviço Cultural Municipal da cidade de Drancy, em 7/3/1975, e em Cáceres (Espanha), na Associação Musical Cacereña, em 14/2/1975.

Intérpretes : Miguel Simões (violino) e Sander Sittig (piano)

Miguel Simões foi admitido com 15 anos no Young Music Department, da Faculdade de Música da Universidade de Utrecht, na Holanda, na classe da Professora Joyce Tan, trabalhando em simultâneo com o violinista Ilya Grubert. Com 16 anos, em 2002, ganhou o 1.º Prémio em violino do Concurso Jovens Músicos - RDP. Recebeu o prémio de mérito pelos seus resultados e projeção internacional pela Escola Secundária Alberto Sampaio.

Em 2003 foi admitido no Conservatório Superior de Música de Amesterdão na classe de Violino de Ilya Grubert e de Música de Câmara de Dimitri Fersctman.Em 2008 terminou o curso de licenciatura, sendo admitido no Master of Music in performance na classe de violino do Professor Ilya Grubert que veio a concluir em 2010.

Fez a estreia mundial de três obras dedicadas do compositor Joaquim Santos, Arioso para violino solo, Capriccio para violino e piano, Trio Concertante para violino, clarinete e piano, em Roma.Apresenta-se regularmente em Portugal, Espanha, Itália, França, Áustria e Holanda em Recitais a solo e de Música de Câmara. É músico convidado na Orquestra Gulbenkian desde 2015.Fundador e Diretor Artístico do Com.Cordas Ensemble, orquestra de cordas, formada por jovens músicos, que conta já com inúmeros concertos realizados no país.

Foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian nos anos de 2002 a 2008. É doutorando em Artes Musicais na Universidade Nova de Lisboa.Apresenta-se em concerto num Violino Pierre Hell que pertenceu ao compositor romeno George Enescu, atribuído por uma Fundação Belga.Sander Sittig nasceu em Roterdão na Holanda, em 1961. Estudou no Conservatório de Amsterdão com Jan Wijn. Após a graduação, continuou os seus estudos com Naum Grubert, Willem Brons e Eugene Indjic e teve aulas de mestrado com Menahem Pressler, Charles Rosen e Yevgeni Malinin.

Depois de obter vários prémios nas competições internacionais de piano de Roma, Palm Beach, Epinal e Eindhoven, Sander Sittig iniciou uma carreira que o levou a toda a Europa e a outros continentes, interpretando concertos com orquestra, recitais a solo e música de câmara.

Sander Sittig gravou a solo (composições de Mozart) e vários CDs de música de câmara, sendo muito conhecido como pianista em duo com violinistas famosos, como Shlomo Mintz, Ilya Grubert, Liza Ferschtman e Maria Milstein. Em Portugal, tem realizado vários concertos com Miguel Simões.

Sander Sittig participa frequentemente em festivais como Marienbad Nocturnes, The Violins of Hope (Charlotte, NC) e New Masters on Tour (Amsterdam Concertgebouw, Bratislava, Budapeste) e é pianista oficial em competições como o Sion International Violin Competition e Boris Goldstein Competition (Berna).Em 2015, lançou o primeiro CD com o violinista Benjamin Scherer Quesada. Durante esse ano, deu vários recitais solo em toda a Holanda e Itália com o premiado violinista Aylen Pritchin. Na sala de concertos Musis Sacrum de Arnhem, em Israel, foi convidado a realizar trios de Beethoven, Mendelssohn e Brahms com o violinista Rudolf Koelman.

Em 2016, Sander Sittig tocou no festival Styriarte (Graz, Áustria) e em Itália realizou recitais com o violinista Shlomo Mintz . Em Amsterdão e Roterdão tocou com o violoncelista Pieter Wispelwey e outros prestigiados músicos holandeses.Sander Sittig vive em Amsterdão e ensina música de câmara, acompanhamento de piano e pesquisa artística no Conservatório de Roterdão.

 
voltar 
  © 2018, Universidade do Minho